Última hora

Última hora

Coligação liderada pelos Estados Unidos anuncia morte de vários líderes extremistas

Informações avançadas por fontes militares da coligação liderada pelos Estados Unidos indicam que uma dezena de líderes e elementos do grupo

Em leitura:

Coligação liderada pelos Estados Unidos anuncia morte de vários líderes extremistas

Tamanho do texto Aa Aa

Informações avançadas por fontes militares da coligação liderada pelos Estados Unidos indicam que uma dezena de líderes e elementos do grupo extremista Estado Islâmico teriam sido mortos em resultado de ataques aéreos levados a cabo durante o último mês.

Point of view

"Penso que é importante não esquecer que temos uma dura luta pela frente. Mosul é diferente de Ramadi. É uma cidade muito, muito grande e vai exigir muito esforço, muito treino, mais equipamento e, principalmente, muita paciência" - Coronel Steve Warren, exército norte-americano

Deste grupo faziam parte vários indivíduos relacionados com os ataques ocorridos em Paris em novembro passado.

Charaffe al Mouadan, um dos alvos, estaria ligado a Abdelhamid Abaaoud, o alegado coordenador dos ataques em Paris.

“Penso que é importante não esquecer que temos uma dura luta pela frente. Mosul é diferente de Ramadi. É uma cidade muito, muito grande e vai exigir muito esforço, muito treino, mais equipamento e, principalmente, muita paciência” disse o porta-voz norte-americano da coligação liderada pelos Estados Unidos.

Os ataques teriam ocorrido no Iraque e na Síria em áreas sob controlo dos extremistas.

Entretanto, em Ramadi no Iraque, as forças iraquianas continuam os trabalhos de limpeza e eliminação de bolsas de resistência ainda presentes no local.

O sucesso da ofensiva das forças iraquianas, treinadas pelos Estados Unidos, foi a razão da visita do primeiro-ministro Haider al-Abadi que esta terça-feira se deslocou à localidade de Ramadi.

Recordamos que desde maio passado Ramadi se encontrava sobre o controlo dos extremistas do grupo Estado Islâmico.