Última hora

Última hora

Clinton e Sanders em braço-de-ferro televisivo

Na contagem decrescente para o importante Caucus no Iowa, intensifica-se a luta dos Democratas para decidir quem é o candidato à presidência dos

Em leitura:

Clinton e Sanders em braço-de-ferro televisivo

Tamanho do texto Aa Aa

Na contagem decrescente para o importante Caucus no Iowa, intensifica-se a luta dos Democratas para decidir quem é o candidato à presidência dos Estados Unidos.

Hillary Clinton e Bernie Sanders, entraram num aceso duelo no debate televisivo, o último antes da decisão em Iowa no dia 1.

A reduzir a desvantagem sobre Clinton, Sanders partiu ao ataque.

“Do meu lado não recebi dinheiro dos grandes bancos. Não recebo dinheiro do Goldman Sachs para fazer discursos. Não tenho super comités de ação política, não quero dinheiro de Wall Street. Eu confio na classe média e nas famílias trabalhadoras”, salientou Bernie Sanders.

Sanders usou o tema da grande finança para atacar Clinton, Hillary recorreu ao porte de armas para infligir danos no principal rival.

“Baseando-me nos dados dele, já tornei claro que o senador Sanders votou com a Associação Nacional de Espingardas e o lóbi das armas por diversas vezes, cinco contra a lei Brady. Ele votou pela imunidade dos fabricantes e vendedores de armas, algo que a associação disse ser o mais importante ponto da legislação sobre armas nos últimos 20 anos”, explicou a antiga secretária de Estado.

Saúde e relações com o Irão foram outros dois temas importantes num debate em que o outro candidato, Bryan O’Malley, tentou intrometer-se no duelo Clinton Sanders.