Última hora

Última hora

Irão denuncia sanções americanas contra programa de mísseis balísticos

No dia em que o Irão se livra das sanções internacionais por ter cumprido as exigências em travar o seu programa nuclear, conforme acordo de 14 de

Em leitura:

Irão denuncia sanções americanas contra programa de mísseis balísticos

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que o Irão se livra das sanções internacionais por ter cumprido as exigências em travar o seu programa nuclear, conforme acordo de 14 de julho do ano passado, o presidente Hassan Rohani anuncia visita à Europa.

Itália e França estão, dentro de uma semana, no mapa do Presidente iraniano, na que será a sua primeira viajem oficial ao continente europeu desde o levantamento das sanções contra o seu país.

No entanto, Teerão, continua a ser vigilante sobre a atitude dos Estados Unidos e expressou indignação sobre as sanções contra o programa de mísseis balísticos.

“Não temos a intenção de confiar em países como os Estados Unidos simplesmente por causa do Plano Conjunto Integrado de Acção (JCPOA). Existem alguns mecanismos que vamos usar para resolver disputas, casa haja violação do acordo.”

As autoridades iranianas disseram que as novas sanções vindas de Washington “são ilegítimas porque o programa de mísseis do Irão não é projetado para ter capacidade para transportar ogivas nucleares” .

Os Estados Unidos explicaram neste domingo as novas sanções relacionadas com o programa de mísseis balísticos depois de terem anunciado o levantamento do arsenal de medidas de retaliação visando o programa nuclear iraniano com a entrada em vigor do acordo em julho entre Teerão e as grandes potências

O fim das sanções ao Irão abre espaço a um aumento das exportações de petróleo, o que vai contribuir para novos mínimos na cotação da matéria-prima. Já hoje, a semana começa com mínimos de 12 anos.