Última hora

Última hora

Moscovo indigna-se com as acusações de Londres

As autoridades russas mostram-se indignadas com o relatório da justiça britânica que implica o Kremlin no assassinato do antigo espião russo em

Em leitura:

Moscovo indigna-se com as acusações de Londres

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas mostram-se indignadas com o relatório da justiça britânica que implica o Kremlin no assassinato do antigo espião russo em Londres, Alexander Litvinenko.

A ministra do Interior, Theresa May, convocou o embaixador russo Alexander Vladimirovich Yakovenko que falou com os jornalistas tendo acusado as autoridades britânicas de terem organizado uma provocação.

“Para nós, é absolutamente inaceitável que o relatório conclua que o Estado russo esteve de qualquer forma envolvido na morte de Litvinenko em solo britânico. Esta provocação brutal das autoridades britânicas não pode ajudar no reforço das nossas relações bilaterais”.

A investigação policial levou os britânicos a exigirem da Rússia a extradição, por assassinato, de Andre Lugovoi, um ex-guarda-costas do Kremlin que tomou o chá com Litvinenko no Millenium Hotel de Londres.

Lugovoi é um dos dois suspeitos da morte de Litvinenko com Dimitri Kovtun.

“Esta investigação não era pública. Tudo o que diz a justiça britânica e os meios de comunicação que citam o relatório é uma mentira.”

A Rússia recusou extraditação de Lugovoi, eleito deputado no Parlamento russo como membro do partido de extrema-direita nacionalista LDPR, que manifestou sua inocência.