Última hora

Última hora

"Horas Decisivas": uma operação de salvamento no mar minuto a minuto

Em leitura:

"Horas Decisivas": uma operação de salvamento no mar minuto a minuto

Tamanho do texto Aa Aa

A longa-metragem “Horas Decisivas” mergulha o espetador numa enorme tempestade em 1952, na costa leste dos Estados Unidos. Perante o pânico geral, um

A longa-metragem “Horas Decisivas” mergulha o espetador numa enorme tempestade em 1952, na costa leste dos Estados Unidos.

Point of view

Os ensaios acabam por não servir para nada. Temos de conseguir ficar de pé e dizer os diálogos

Perante o pânico geral, um engenheiro decide incentivar a tripulação a por de lado as diferenças e a unir esforços para sobreviver à intempérie. Ao mesmo tempo a Guarda Costeira lança-se ao mar para socorrer o navio.

“Os quatro homens, incluindo a personagem interpretada pelo Ben, salvaram 32 pessoas que se encontravam no navio que se partiu ao meio. Eles não viam bem devido ao mau tempo, nem tinham bússola. O barco só tinha capacidade para 12 pessoas e eles conseguiram trazer toda a gente. Houve uma vítima. Foi uma noite extraordinária”, afirmou o ator Chris Pine.

A simulação da tempestade foi um dos grandes desafios técnicos do filme. Para os atores, não foi fácil interpretar o papel em plena intempérie.

“Em muitos casos, o barco está agitado, a água entra pelas rachas e há rajadas de vento produzidas por máquinas. Os ensaios acabam por não servir para nada. Temos de conseguir ficar de pé e dizer os diálogos”, contou o ator Casey Affleck.

“Horas Decisivas” de Craig Gillespie chega às salas de cinema portuguesas a 4 de fevereiro. A estreia no Brasil está prevista para 18 de fevereiro.