This content is not available in your region

Rússia: Declínio do rublo atrai turistas chineses

Access to the comments Comentários
De  Patricia Cardoso  com Reuters
Rússia: Declínio do rublo atrai turistas chineses

<p>Na Praça Vermelha, em Moscovo, há cada vez mais turistas chineses. Estes aproveitam a desvalorização do rublo e um acesso mais fácil aos vistos russos. </p> <p>E para os cofres russos é uma importante fonte de receitas, em tempos de recessão.</p> <p>Entre janeiro e setembro, a Rússia acolheu 1,2 milhões de chineses. Quatrocentos mil visitaram Moscovo, onde antes os preços eram inacessíveis. </p> <p>Uma chinesa explica: “Vim à Rússia para fazer turismo. Nunca vi neve e vim ver neve”. Outro acrescenta: “Há cada vez mais chineses que vêm por causa da desvalorização do rublo”. </p> <p>Nas lojas de luxo da capital russa é cada vez mais frequente ver preços e publicidades em chinês. </p> <p>Segundo o departamento do Turismo de Moscovo, os chineses gastaram mil milhões de dólares nos primeiros nove meses do ano passado. </p> <p>Svetlana Pyatikhatka, diretora executiva da Associação turística “World Without Borders”, revela que nos dois últimos anos “o fluxo de turistas chineses aumentou cerca de 63% e os grupos representam 50% do total”. </p> <p>Em 2013, um “yuan” valia menos de cinco rublos. Hoje representa 13 rublos.</p> <p>Para atrair uma clientela pronta a gastar, os hotéis, lojas e restaurantes russos propõem agora serviços específicos, como tomadas elétricas ou ementas chinesas.</p>