Última hora

Última hora

Síria: Primeiro-ministro turco considera "hipócritas" as críticas ao encerramento de fronteiras

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, criticou quem o critica por ter ordenado o encerramento das fronteiras, por um lado, e nada diz sobre os

Em leitura:

Síria: Primeiro-ministro turco considera "hipócritas" as críticas ao encerramento de fronteiras

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, criticou quem o critica por ter ordenado o encerramento das fronteiras, por um lado, e nada diz sobre os bombardementos russos em Aleppo. Em declarações feitas esta quarta-feira, na Holanda, Davutoglu considera mesmo que são posições “hipócritas”.

Às portas da Turquia, mas de 35 mil sírios foram impedidos de seguir caminho, depois de Ancara ter fechado as fronteiras. No campo de refugiados de Bab al-Salameh, as condições de vida de quem ali sobrevive são cada vez mais difíceis, mesmo com todos os esforços das organizações humanitárias.

Uma refugiada síria lembra que “as crianças estão doentes, com diarreias e vómitos. Nas casas de banho não há condições” Indignada, explica que andam um lado para o outro e é o oitavo dia em que dormem na rua”.

Para quinta-feira, em Munique, está prevista uma reunião do Grupo internacional de apoio à Síria que integra 20 países, incluindo a Rússia e o Irão. O objetivo é tentar relançar uma pouco provável solução diplomática para o conflito. Recorde-se que nos últimos cinco anos mais de 260.000 sírios morreram e milhões foram obrigados a fugir do país.