Última hora

Última hora

África do Sul: Aumenta a contestação a Jacob Zuma

A pressão contra o presidente sul-africano aumenta a cada dia que passa. Esta quinta-feira, antes do discurso anual do estado da nação, Jacob Zuma

Em leitura:

África do Sul: Aumenta a contestação a Jacob Zuma

Tamanho do texto Aa Aa

A pressão contra o presidente sul-africano aumenta a cada dia que passa. Esta quinta-feira, antes do discurso anual do estado da nação, Jacob Zuma viu, nas ruas da Cidade do Cabo várias manifestações. Que se repetiram dentro do parlamento. O principal motivo de contestação são os 13 milhões de euros gastos pelo presidente no reforço da segurança da casa de campo. Nas obras incluiu um estábulo para vacas, um galinheiro, uma piscina e um anfiteatro.

No parlamento, o líder do partido dos Combatentes da Liberdade Económica, Julius Malena, tentou, várias vezes, atrasar e interromper o discurso de Zuma até que os deputados de um dos principais partidos da oposição foram mesmo obrigados a abandonar a assembleia. O discurso sobre o estado da nação acabou mesmo por ficar para segundo plano.

Recorde-se que esta semana, começou, no Tribunal Constitucional da África do Sul, o processo que vai decidir se Jacob Zuma vai ou não ter de pagar os custos do tal reforço da segurança da casa de campo. Zuma já tentou chegar a acordo para pagar parte dos gastos mas a proposta foi recusada pela oposição que pede, para além da devolução total do dinheiro, a resignação do presidente sul-africano.