Última hora

Última hora

Eleições no Irão: projeções favorecem moderados e reformistas

Os votos ainda estão a ser contados no Irão, mas as primeiras indicações apontam para o fim da hegemonia conservadora no Parlamento e na Assembleia

Em leitura:

Eleições no Irão: projeções favorecem moderados e reformistas

Tamanho do texto Aa Aa

Os votos ainda estão a ser contados no Irão, mas as primeiras indicações apontam para o fim da hegemonia conservadora no Parlamento e na Assembleia dos Peritos, orgão que deverá nomear o próximo Líder Supremo do país.

O Ministério do Interior anunciou uma taxa de participação acima dos 60 por cento, com a imprensa iraniana a destacar a forte presença do eleitorado jovem, na maioria favorável ao campo moderado e reformista.

Segundo as agências semi-oficiais Fars e Mehr, os conservadores encabeçados pelo Ayatollah Ali Khamenei deverão perder a maioria no Parlamento e a vasta coligação moderada e reformista lidera mesmo a contagem em várias localidades. Uma boa notícia para o presidente Hassan Rohani, que pretende dar continuidade ao programa de abertura diplomática e económica depois do sucesso do acordo internacional sobre o nuclear.

Rohani e o aliado – e ex-presidente – Akbar Hashemi Rafsanjani lideram a corrida para os 88 assentos da Assembleia dos Peritos, segundo projeções da agência oficial IRNA.

Os primeiros resultados preliminares oficiais deverão ser conhecidos até ao fim do dia.