Última hora

Última hora

Que futuro para as viúvas e os órfãos da Síria?

A Fundação Dilruba Houses Aid está sediada em Bursa e é dirigida por Hatice Okur. Quando Hatice chegou à cidade de Akçakale, na fronteira com a

Em leitura:

Que futuro para as viúvas e os órfãos da Síria?

Tamanho do texto Aa Aa

A Fundação Dilruba Houses Aid está sediada em Bursa e é dirigida por Hatice Okur. Quando Hatice chegou à cidade de Akçakale, na fronteira com a Síria, ficou chocada com a situação das crianças e das mães e tentou encontrar um local mais seguro para eles. Alugou um edifício que tinha sido um hospital e, há quatro meses, a fundação começou a acolher as viúvas e os órfãos.

Mahira Abdayun veio da Síria para a Turquia depois de ter perdido o marido num bombardeamento efetuado pelas forças do regime. Tem quatro filhos e vivem todos aqui no centro.

“Desde o início do conflito o regime começou a atacar as aldeias nos arredores de Idlib e o meu marido e a minha filha foram mortos durante um bombardeamento. Eu estava com eles e este meu filho aqui estava nos braços do pai. Foram mortos diante dos meus olhos. Depois disso, vim para a Turquia”.

O centro abriga 80 órfãos e 20 viúvas. Quatro das familias perderam também as mães. As crianças recebem uma educação básica, aprendem a ler e a escrever e brincam no jardim infantil. Kübra Keskin dá-lhes aulas de turco.

“Quando estamos a contar histórias, se há algo que fale do pai ficam afetados psicologicamente. Quando ouvem um barulho inesperado ficam com medo. A fronteira é aqui perto e ouvimos sons de tiros e eles ficam assustados e gritam. É difícil, muito díficil, mas tenho esperança de que se sintam melhor”.

O centro precisa de 9 mil euros por mês para funcionar, mas Hatice Okur já tem mais projetos.

“Temos uma crèche e estamos a pensar abrir uma escola para formação das mães. Quando as crianças crescerem queremos que as mães possam arranjar casas e começarem uma nova vida. Se as mães aprenderem turco, por exemplo, podem mais facilmente alugar casas. Esse é o nosso objetivo”.

Como refere o nosso repórter na Turquia, Bora Bayktar: “As viúvas e os ófãos são um dos grandes problemas da guerra na Síria. Algumas ONG’s já começaram a tentar resolver o problema, mas são tantas as famílias que são precisos muitos mais projetos como este”.

Turkey: Widows and orphans from Syria