Última hora

Última hora

França: Greve geral contra flexibilização do mercado de trabalho

A França enfrenta uma greve geral, esta quinta-feira. A quarta no espaço de um mês. Estão marcadas mais de 250 manifestações em todo o país. Os

Em leitura:

França: Greve geral contra flexibilização do mercado de trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

A França enfrenta uma greve geral, esta quinta-feira. A quarta no espaço de um mês.

Estão marcadas mais de 250 manifestações em todo o país.

Os protestos ocorrem uma semana antes do projeto de lei laboral da ministra do trabalho, Myriam El-Khomri, ir a votos no Parlamento.

Os setores mais afetados são o ensino público, os transportes públicos municipais, o tráfego aéreo, a rede ferroviária nacional, entre outros.

Em Paris, Nantes Marselha e Rennes, os protestos degeneraram em conflitos com as forças de segurança. Os manifestantes partiram os vidros das lojas e danificaram o mobiliário urbano.

O anúncio de greve geral levou a que milhões de pessoas fossem de automóvel para os locais de trabalho, o que provocou engarrafamentos em grande parte das maiores cidades francesas.

Os manifestantes protestam contra o projeto-lei que visa uma maior flexibilização do mercado de trabalho. Caso seja aprovado, as empresas poderão reduzir o pagamento das horas extraordinárias, além de que terão mais facilidades em despedir, caso as empresas estejam em dificuldades económicas.

Os sindicatos apelaram já a uma nova greve no dia 9 de abril.