Última hora

Última hora

Hillsborough: Suspenso o Chefe da Polícia de Yorkshire do Sul

O chefe da polícia de Yorkshire do Sul foi suspenso na sequência do resultado do inquérito à tragédia de Hillsborough. A suspensão tem efeito

Em leitura:

Hillsborough: Suspenso o Chefe da Polícia de Yorkshire do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da polícia de Yorkshire do Sul foi suspenso na sequência do resultado do inquérito à tragédia de Hillsborough.

A suspensão tem efeito imediato, um dia depois de David Crompton ter admitido que a segurança feita à meia-final da taça de inglaterra de 1989 “foi catastrófica”.

No parlamento passou a mensagem de que as familias das 96 vítimas demonstraram “coragem e determinação por um combate que ninguém ser obrigado a passar”.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, e a ministra do Interior, Theresa May, louvaram os familiares e deram um puxão de orelhas à polícia. 27 anos depois do pior desastre do desportro britânico houve justiça.

A polícia foi considerada culpada por negligência e erros no planeamento e execução da segurança da meia final da taça de inglaterra.

“As autoridades que deviam ter tido confiança atribuíram culpas a outros e tentar proteger-se em vez de agir no interesse público. Mas as famílias nunca desistiram de procurar a verdade. Graças as suas ações colocaram em marcha uma nova investigação e uma rigorosa reavaliação sobre o que se passou em Hillsborough”, disse.

David Cameron e o líder da oposição, Jeremy Corbin, proferiram palavras idênticas, de solidariedade com as vítimas.

Alvos de criticismo público forma os jornais “The Times” e “The Sun” do grupo NewsCorp por não terem puxado o assunto para a primeira página. O “The Times” pediu desculpa e decidiu reformular a capa na segunda edição.

O julgamento teve início em março de 2014, em Warrington. Os jurados analisaram as provas e ouviram mais de 800 testemunhos sobre os incidentes com raiz na sobrelotação do estádio, palco da meia final da taça inglesa entre o Liverpool e o Nottigham Forest.