Última hora

Última hora

Oposição venezuelana quer referendo contra Maduro

O país continua parcialmente parado devido à crise energética.

Em leitura:

Oposição venezuelana quer referendo contra Maduro

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição venezuelana quer um referendo para afastar Nicolás Maduro do poder, com o país parcialmente parado devido à crise energética.

A semana de dois dias e os cortes de energia decretados pelo governo estão a causar uma onda de pilhagens. A situação mais grave vive-se em Maracaibo, segunda cidade do país.

A oposição começou agora a recolher assinaturas e garante que vai conseguir chegar às cerca de 200.000 que representam 1% do eleitorado, necessárias para lançar o referendo.

Maduro está pouco preocupado: “Respeitemo-los. Eles que façam lá a coisa deles. Já vos disse, nada do que estão a fazer tem viabilidade política. A revolução vai continuar e vou continuar como presidente pelo menos até 2018. Com todas as grandes missões que temos vindo a fazer. Não vamos perder tempo. Eles que façam o que quiserem”, disse o presidente num discurso.

A constituição venezuelana permite que o processo de referendo para a destituição possa ser lançado a partir do momento em que o presidente cumpre metade do mandato. Maduro, sucessor de Hugo Chávez, ficou enfraquecido desde as legislativas do ano passado, que deram a maioria parlamentar à oposição.