Última hora

Última hora

Mediadores no processo de paz para a Síria tentam salvar a trégua

A cidade síria de Aleppo foi alvo de novos ataques aéreos na manhã desta segunda-feira, ao mesmo tempo que o secretário de Estado norte-americano

Em leitura:

Mediadores no processo de paz para a Síria tentam salvar a trégua

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade síria de Aleppo foi alvo de novos ataques aéreos na manhã desta segunda-feira, ao mesmo tempo que o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, está em Genebra para tentar restabelecer a trégua.

Mais de 250 civis, incluindo 50 crianças, morreram desde a retoma dos combates em Aleppo a 22 de abril, a maioria em bombardeios do regime sírio de Bashar al-Assad, em violação da trégua entrada em vigor no dia 27 de fevereiro.

“A Rússia e os EUA concordaram que haverá pessoal adicional que irá trabalhar a partir daqui, em Genebra, numa base diária, 24 horas por dia, sete dias por semana, a fim de tentar certificar-se de que existe uma melhor eficácia e uma melhor capacidade de impor a cessação das hostilidades ao quotidiano”.

Após um dia relativamente tranquilo no domingo nos bairros da zona leste de Aleppo, controlados pelos insurgentes, os ataques foram retomados depois da meia-noite.

Moscovo e o regime sírio justificam a ofensiva pela presença da Frente Al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda que não assinou a trégua em 27 de fevereiro.

Na terça-feira, o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, receberá em Moscovo o enviado da ONU.

Moscovo e Washington são os mediadores do processo de paz na Síria. Para Staffan de Mistura, caso as duas potências não cheguem a um acordo, dificilmente serão registrados avanços.