Última hora

Última hora

Síra: Governo acusa rebeldes de ataque a hospital público

Os militantes da Frente al Nusra lançaram 60 mísseis contra a cidade síria de Aleppo. Duas dezenas de pessoas terão sido mortas e 80 ficaram feridas

Em leitura:

Síra: Governo acusa rebeldes de ataque a hospital público

Tamanho do texto Aa Aa

Os militantes da Frente al Nusra lançaram 60 mísseis contra a cidade síria de Aleppo. Duas dezenas de pessoas terão sido mortas e 80 ficaram feridas, segundo fontes provenientes tanto do Observatório Sírio de Direitos Humanos como da televisão estatal síria.

O hospital de Al-Dabit que fica numa área controlada pelo governo no bairro da Mohafaza, no centro de Aleppo foi visado pelos rebeldes e ficou bastante destruído.

Os mísseis foram lançados a partir das cidades de Bani Zeid, Kafr Hamrah e das regiões de Bustan al-Basha. A Frente al-Nusra continua a combater os militares do exército regular da Síria.

A organização proibida em muitos países incluindo a Rússia, não fez parte das negociações sobre o regime de cessar fogo, e nos últimos dias tem estado cada vez mais ativa nos ataques em torno de Aleppo e na província de Latakia enquanto os mediadores para a paz na Síria -Moscovo e Washington – tentam salvar a trégua .