Última hora

Em leitura:

Filipinas: Rodrigo Duterte quer reintroduzir pena de morte

mundo

Filipinas: Rodrigo Duterte quer reintroduzir pena de morte

Publicidade

O Presidente eleito das Filipinas Rodrigo Duterte quer reintroduzir a pena capital no país, banida desde 2006, e dar às forças de segurança poderes para abaterem criminoso.

O anúncio foi feito na sua primeira conferência de imprensa desde que venceu as eleições presidenciais há uma semana.

“O que eu vou fazer é pedir ao Congresso para restaurar a pena de morte por enforcamento”“, declarou perante os jornalistas

“Se resistir à prisão o meu pedido à polícia e aos militares é atirem a matar.”

O político de 71 anos que vai tomar posse a 30 de junho para um mandato de seis anos, é já contestado pelas associações de direitos humanos:

“É também uma questão sobre a pobreza, a desigualdade de acesso à educação, bem como a falta de um quadro de reabilitação na justiça existente no país e no sistema penal. A fórmula pena de morte não pode resolver os problemas de um sistema injusto.”

Acusado por organizações não-governamentais de ordenar mais de mil execuções extrajudiciais enquanto autarca de Davao, Duterte fez do combate ao crime organizado o eixo da sua campanha eleitoral.

As propostas do novo Presidente incluem ainda a proibição da venda de álcool a partir das 2h da manhã e a acusação de abandono aos pais que deixem os filhos menores andar sozinhos à noite na rua.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte