Última hora

Em leitura:

Escândalos na indústria automóvel atingem Suzuki

economia

Escândalos na indústria automóvel atingem Suzuki

Publicidade

A Suzuki é a nova marca a ser afetada pelos escândalos na indústria automóvel. O construtor nipónico reconheceu que utilizou um método irregular para medir o consumo de combustível de 16 dos seus modelos. No entanto, o quarto maior fabricante do Japão sublinha que o método utilizado não afetou os dados sobre a eficiência energética dos veículos visados.

O escândalo levou o presidente-executivo do grupo, Osamu Suzuki, a apresentar desculpas por não terem sido respeitadas as normas existentes.

Quem não resistiu aos testes irregulares foi o presidente da Mitsubishi Tetsuro Aikawa. A marca revelou em abril que tinha manipulado os dados de consumo dos veículos com cilindradas inferiores a 660 cc. Aikawa apresentou a demissão esta quarta-feira.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte