Última hora

Em leitura:

Familiares das vítimas do voo MH17 processam Rússia e presidente Putin

mundo

Familiares das vítimas do voo MH17 processam Rússia e presidente Putin

Publicidade

Familiares de algumas vítimas do voo MH17 das Linhas Aéreas da Malásia atingido por um míssil em espaço aéreo ucraniano em 2014 processaram a Rússia e o Presidente Vladimir Putin.

A ação judicial foi interposta no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e abrange vítimas originárias da Austrália, Nova Zelândia e Malásia.

A ação implica diretamente o estado russo e o presidente Putin alegando a violação do direito à vida dos passageiros assim como proteção contra a tortura.

Os familiares das vítimas pretendem obter indemnizações na ordem dos seis milhões e 500 mil euros por passageiro.

No total perderam a vida 298 pessoas.

O aparelho das Linhas Aéreas da Malásia foi atingido por um míssil de fabrico russo despenhando-se no leste da Ucrânia.

Países ocidentais e a Ucrânia acusam rebeldes apoiados pela Rússia de terem disparado o míssil. A Rússia respondeu acusando forças ucranianas.

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos ainda não se pronunciou sobre se aceita julgar este caso.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte