Última hora

Para estações irreconhecíveis... vendas irreconhecíveis

Com as estações do ano irreconhecíveis, os hábitos dos consumidores têm vindo a alterar-se, prejudicando as lojas de roupa.

Em leitura:

Para estações irreconhecíveis... vendas irreconhecíveis

Tamanho do texto Aa Aa

Com as estações do ano irreconhecíveis, os hábitos dos consumidores têm vindo a alterar-se, prejudicando as lojas de roupa. As grandes marcas culpam o clima pelo abrandamento das vendas.

“Nos últimos anos, o crescimento das vendas das lojas de roupa foi afetado de forma negativa pelas mudanças climáticas. Um estudo britânico de 2014 já alertava que o clima afeta a maneira como os consumidores compram, o seu humor e os produtos que escolhem”, realça a nossa correspondente em Budapeste, Beatrix Asboth.

Já por várias vezes, a H&M tem utilizado o tempo para justificar vendas menos impressionantes. Na inauguração de uma grande loja em Budapeste, o diretor regional da marca, Ralf Wein, explicou qual tem sido a estratégia para reagir a esta adversidade: “A curto prazo a única forma de reagir a estes efeitos negativos do clima é baixando os preços. A longo prazo, temos de ver e desenvolver coleções mais transitórias, para não estarmos tão dependentes do tempo”

O presidente da Associação Comercial Húngara, György Vámos, realça as dificuldades das lojas: “A sazonalidade, a mudança de estação, é um dos fatores mais importantes no comércio de roupa, além do poder dos consumidores. A moda está a mudar de acordo com as estações, enquanto os retalhistas querem seguir as novas tendências”.

A espanhola Inditex parece ter mais capacidade de reação às condições atmosféricas favoráveis, mudando a oferta das lojas.