Última hora

Em leitura:

"O crescimento pacífico da China é muito importante para o Japão", Kenko Sone, diretor de comunicação do governo japonês

mundo

"O crescimento pacífico da China é muito importante para o Japão", Kenko Sone, diretor de comunicação do governo japonês

Publicidade

A euronews está a acompanhar a Cimeira do G7 em Ise-Shima, no Japão. Connosco está Kenko Sone, diretor global de comunicação do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe.

James Franey, euronews:
“Esta cimeira está centrada na economia global. Está preocupado com abrandamento da China?”

Kenko Sone, diretor global de comunicação do PM Japão:
“O desacelerar da China, sendo a China uma economia emergente, é muito preocupante e gostariamos que tivesse um crescimento mais robusto, forte e sustentável”.

James Franey, euronews:
“Outra das questões que vai ser discutida é, obviamente, a disputa com a China no Mar da China Oriental. Na resposta anterior já explicou o quão importante é a economia chinesa para o Japão, assim sendo, porquê arriscar tudo com esta disputa territorial? De alguma forma, estão a provocar Pequim?”

Kenko Sone, diretor global de comunicação do PM Japão:
“Acho que já explicámos a nossa posição. Queremos que a China seja um protagonista responsável ou um parceiro na comunidade global. O crescimento pacífico da China é muito importante para nós também. Ao mesmo tempo, gostariamos de ver um Mar da China Oriental pacífico. Existem três princípios que o primeiro-ministro Abe tem defendido: o primeiro é que qualquer reclamação tem de se basear no direito internacional; em segundo lugar, não deve ser usada a força ou a coerção para mudar o “statu quo”; em terceiro, devemos encontrar uma solução pacífica para as disputas”.

Acredito que estes princípios deveriam ser aplicados a todos os países que lidam com este problema do Mar da China Oriental. Por isso espero que a China perceba a importância de uma “paz pacífica” no Mar da China Oriental.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte