Autópsia revela que Prince morreu de sobredose de analgésico

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Autópsia revela que Prince morreu de sobredose de analgésico

<p>O cantor norte-americano Prince terá morrido de uma sobredose de um analgésico à base de ópio, segundo os primeiros resultados da autópsia publicados hoje.</p> <p>O documento precisa que o intérprete teria administrado de forma acidental uma dose de Fentanyl, um opiáceo sintético, 50 vezes mais forte do que a heroína.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-partner="tweetdeck"><p lang="en" dir="ltr">Prince Rogers Nelson investigation results attached <a href="https://t.co/CMt6lQSGxJ">pic.twitter.com/CMt6lQSGxJ</a></p>— Midwest Medical Exam (@MidwestMedExam) <a href="https://twitter.com/MidwestMedExam/status/738437445327282180">June 2, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Segundo a imprensa norte-americana, Prince ter-se-ia inscrito num programa de tratamento de uma adição ao medicamento, semanas antes de ser encontrado morto, no dia 21 de Abril.</p> <p>Há vários anos que o cantor utilizava o Fentanyl para combater dores lombares crónicas, um medicamento responsável por mais de 700 mortes por sobredose nos últimos anos nos Estados Unidos.</p> <p>A revelação relança o inquérito à morte do cantor, quando as autoridades investigam as substâncias prescritas pelo médico de Prince, um dia antes da sua morte.</p>