Última hora

Presidente turco: "A decisão do Parlamento Alemão vai afetar seriamente as relações entre a Turquia e a Alemanha"

A Turquia já reagiu ao reconhecimento do genocídio arménio por parte do Parlamento Alemão.

Em leitura:

Presidente turco: "A decisão do Parlamento Alemão vai afetar seriamente as relações entre a Turquia e a Alemanha"

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia já reagiu ao reconhecimento do genocídio arménio por parte do Parlamento Alemão. Ancara chamou o embaixador na Alemanha para consultas.

De visita ao Quénia, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan prometeu uma resposta à votação do Bundestag: “A decisão tomada pelo Parlamento Alemão vai afetar seriamente as relações entre a Turquia e a Alemanha. Quando eu voltar, vamos sentar-nos a avaliar a situação e discutir que medidas tomar”.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildrim, acusou “o lóbi arménio racista” de ser responsável pela “decisão errónea” do Parlamento alemão.

Nas ruas de Istambul, os turcos dividem-se quanto à decisão da Alemanha de reconhecer formalmente
o genocídio arménio pelo Império Otomano.

“Se a Alemanha nos forçar a fazer algo, então devemos responder. Se compararmos com a Alemanha de Hitler o que fizemos é nada, se é que fizemos alguma coisa… e eu acho que não”, disse um cidadão turco.

“O facto de o Parlamento alemão reconhecer que houve um genocídio ou não, não tem qualquer significado para mim. Acredito que houve um genocídio”, afirmou outro residente em Istambul.