Última hora

Em leitura:

Autoridades italianas detêm suspeito de tráfico humano

mundo

Autoridades italianas detêm suspeito de tráfico humano

Publicidade

Procuradores italianos anunciaram esta quarta-feira a detenção de um indivíduo suspeito de dirigir uma enorme rede de tráfico humano.

O indivíduo, oriundo da Eritreia e conhecido no meio pela alcunha de “General”, teria sido responsável pelo tráfico de 7 a 8 milhares de pessoas só no ano passado.

Mered foi detido no Sudão em maio passado numa operação coordenada entre as autoridades italianas e britânicas.

Os investigadores afirmam que em várias ocasiões Mered teria pago somas elevadas a funcionários líbios para evitar a detenção dos migrantes.

“Não estamos a falar de organizações rudimentares mas de organizações bem estruturadas: têm locais, armas, tal como demonstraram as conversas, instalações logísticas, veículos. São verdadeiras organizações criminosas com sucursais ao longo da rota dos migrantes. Da África Central até à Escandinávia”, afirmou o procurador italiano Geri Ferrara.

Trata-se da primeira vez que um indivíduo suspeito de dirigir uma rede de tráfico humano é detido em África, continente que serve de base a muitas redes de tráfico humano, e que agora enfrenta a justiça italiana.

Resgate em alto mar

Esta quarta-feira, uma embarcação da guarda costeira italiana resgatou 223 migrantes ao largo da costa da Líbia.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, este ano teriam chegado a Itália mais de 40 mil migrantes.

Estima-se que desde o início de 2014 mais de oito mil pessoas teriam perdido a vida durante a travessia do Mediterrâneo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte