Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Autoridades italianas detêm suspeito de tráfico humano

Autoridades italianas detêm suspeito de tráfico humano
Tamanho do texto Aa Aa

Procuradores italianos anunciaram esta quarta-feira a detenção de um indivíduo suspeito de dirigir uma enorme rede de tráfico humano.

Não estamos a falar de organizações rudimentares mas de organizações bem estruturadas

O indivíduo, oriundo da Eritreia e conhecido no meio pela alcunha de “General”, teria sido responsável pelo tráfico de 7 a 8 milhares de pessoas só no ano passado.

Mered foi detido no Sudão em maio passado numa operação coordenada entre as autoridades italianas e britânicas.

Os investigadores afirmam que em várias ocasiões Mered teria pago somas elevadas a funcionários líbios para evitar a detenção dos migrantes.

“Não estamos a falar de organizações rudimentares mas de organizações bem estruturadas: têm locais, armas, tal como demonstraram as conversas, instalações logísticas, veículos. São verdadeiras organizações criminosas com sucursais ao longo da rota dos migrantes. Da África Central até à Escandinávia”, afirmou o procurador italiano Geri Ferrara.

Trata-se da primeira vez que um indivíduo suspeito de dirigir uma rede de tráfico humano é detido em África, continente que serve de base a muitas redes de tráfico humano, e que agora enfrenta a justiça italiana.

Resgate em alto mar

Esta quarta-feira, uma embarcação da guarda costeira italiana resgatou 223 migrantes ao largo da costa da Líbia.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, este ano teriam chegado a Itália mais de 40 mil migrantes.

Estima-se que desde o início de 2014 mais de oito mil pessoas teriam perdido a vida durante a travessia do Mediterrâneo.