Última hora

Em leitura:

Venezuela: protestos apesar de validação de assinaturas para referendo anti-Maduro

mundo

Venezuela: protestos apesar de validação de assinaturas para referendo anti-Maduro

Publicidade

As autoridades eleitorais da Venezuela validaram esta terça-feira a maioria das um milhão e oitocentas assinaturas apresentadas pela oposição, que exige um referendo para revogar o cargo ao presidente Nicolas Maduro.

Isso não evitou, no entanto, um novo protesto em Caracas, que visou a sede do Conselho Nacional Eleitoral, acusado de atrasar o processo.

Uma manifestante diz que assinou e exige “os [seus] direitos”. E explica que o protesto foi “bloqueado” pela polícia, acrescentando que os venzuelanos “estão a morrer de fome” e que ela é “mãe de duas crianças”.

A polícia recorreu a gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes, que eram encabeçados pelo líder da oposição Henrique Capriles.

O objetivo dos opositores é a organização do referendo revogatório antes de 10 de janeiro de 2017, o que obrigaria a novas eleições. Caso contrário, Maduro seria simplesmente substituído pelo vice-presidente.

A Venezuela é palco de uma guerra política entre o governo e o Parlamento, controlado pela oposição, num clima de desespero popular face à grave crise económica.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte