Última hora

Em leitura:

EUA: Bernie Sanders diz que a "luta continua"

mundo

EUA: Bernie Sanders diz que a "luta continua"

Publicidade

O pré-candidato presidencial norte-americano Bernie Sanders assegura que fará frente a Donalda Trump quando se aliar a Hillary Clinton.

Para já presiste na corrida e não se dá por vencido antes do fim das primárias do Partido Democrata.

“Seria extraordinário se o povo de Washington se mobilizasse e dissesse ao mundo que estão prontos para liderar uma revolução política neste país.”

O senador do Estado do Vermont esteve na Casa Branca para discutir o que vai mal no Partido Democrata após uma crispada campanha para as primárias.

Na terça-feira, Sanders disse aos seus apoiantes que a luta continua mesmo depois das vitórias esmagadoras de Hillary na Califórnia e em Nova Jérsia o eleitorado divide-se.

“Eu vou votar pelo candidato do Partido ecologista se não tiver oportunidade de votar por Bernie Sanders.”

“Eu vou votar em Hillary como um não-voto para Trump, mas não é realmente um voto para ela. Acho que vai ter muito trabalho a fazer.”

O correspondente da euronews em Washington comenta:

“Pode ter sido realmente este o último comício de campanha de Sanders. Esperavamos que enviasse sinais fortes sobre quando vai retirar-se da corrida presidencial o que deve acontecer após a principal votação na próxima terça-feira. Seria uma vitória para o Partido Democrata se se aliar a Clinton na luta contra Trump. “

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte