Última hora

Referendo Reino Unido: Sair ou ficar, eis a questão

Foi uma campanha agressiva, de ambos os lados, a que precedeu o referendo que acontece esta quinta-feira no Reino Unido, chegou mesmo ao tom de ameaça.

Em leitura:

Referendo Reino Unido: Sair ou ficar, eis a questão

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma campanha agressiva, de ambos os lados, a que precedeu o referendo que acontece esta quinta-feira no Reino Unido, chegou mesmo ao tom de ameaça. Entre os eleitores as opiniões continuam divididas e, para alguns, no final, o que conta é o lado emotivo e não a razão:

“Penso que é uma matéria muito complexa e não me parece que tenhamos tido tempo suficiente para nos debruçar sobre os detalhes questão. Penso não podemos cingir aos factos, o lado emocional é muito forte por isso acho que é difícil”, desabafa a advogada Kristy Duane.

“Penso que há uma série de benefícios em permanecer na União Europeia e que, para se tomar decisões com outros países, é preciso sentarmo-nos à mesma mesa”, afirma uma professora, Victoria Walvis.

Penso que falta democracia na União Europeia e que as decisões são tomadas a um nível muito distante dos membros comuns da União, por isso votei pela saída da UE”, explica Alice Carse, uma eleitora de profissão desconhecida.

Os britânicos têm até às 22 horas, hora de Londres e de Lisboa, para decidir se votam pela permanência ou saída da União Europeia.