Última hora

Última hora

Três bombistas suicidas causam dezenas de mortos no aeroporto de Istambul

Em leitura:

Três bombistas suicidas causam dezenas de mortos no aeroporto de Istambul

Três bombistas suicidas causam dezenas de mortos no aeroporto de Istambul
Tamanho do texto Aa Aa

Várias explosões atingiram, esta noite, o aeroporto Ataturk, o maior de Istambul, provocando pelo menos 31 mortos e 147 feridos, segundo um novo balanço avançado esta noite pelo ministro da Justiça do país.

Pelo menos três homens teriam levado a cabo a ação que atingiu o terminal de voos internacionais e um parque de estacionamento na aerogare.

Fontes oficiais afirmam que dois dos atacantes teriam feito explodir as cargas explosivas e que um terceiro homem teria aberto fogo com uma metralhadora sobre os agentes da polícia no local, antes de se fazer explodir.

Fontes policiais, citadas pela agência turca Dogan, avançam a possibilidade de que o grupo Estado Islâmico esteja na origem daquele que é o oitavo atentado registado este ano na Turquia.

Um especialista em temas de antiterrorismo avança a informação de que os atacantes seriam sete e que pelo menos um teria sido detido, um dado que ainda não foi confirmado a nível oficial.

Cerca de 147 pessoas teriam ficado feridas (número atualizado) na sequência das explosões, seis das quais se encontram em estado crítico.

Entre as vítimas encontrar-se-ão vários cidadãos estrangeiros, embora a maioria seja de nacionalidade turca, segundo avança a imprensa local.

Dois vídeos, difundidos através das redes sociais, mostram o momento da explosão dentro da aerogare.

Um segundo vídeo mostra um dos atacantes a ser abatido pela polícia, antes de deflagrar o seu cinto de explosivos (imagens violentas).

Dois dos suspeitos fizeram-se explodir junto ao controlo de raio-X na entrada para o terminal do aeroporto Ataturk, afirmaram responsáveis turcos.

Um internauta turco, presente no aeroporto, publicou nas redes sociais esta imagem de uma metralhadora Kalashnikov abandonada no chão da instalação, aparentemente pertencente a um dos atacantes.

Outro vídeo mostra um dos atacantes a percorrer o local do atentado, armado com uma metralhadora.

A aerogare foi reaberta por volta das 2h00 da manhã local, depois de todos os voos terem sido cancelados durante várias horas.

O aeroporto internacional Ataturk está implantado na área europeia de Istambul, por onde transitaram mais de 61 milhões de passageiros no ano passado, é a terceira aerogare mais frequentada na Europa.

O atentado desta terça-feira ocorre num momento em que a Turquia é visada por várias ações similares desde 2014, reivindicadas quer pelo grupo Estado Islâmico, quer pelo PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) ou o TAK (falcões do Curdistão) curdos.