Última hora

Em leitura:

NATO envia 4 mil soldados para conter ofensivas da Rússia

A redação de Bruxelas

NATO envia 4 mil soldados para conter ofensivas da Rússia

Publicidade

Dois anos depois do início das incursões da Rússia na Ucrânia, a NATO dá resposta no terreno com o envio de quatro batalhões, com mil soldados cada um, para o flanco leste da Aliança.

Estónia, Letónia, Lituânia e Polónia recebem os reforços, resultantes de um acordo entre os 28 países, que será assinado pelos líderes numa cimeira, no final da semana, em Varsóvia.

O secretário-geral da Aliança refere, contudo, que a organização pretende retomar o diálogo com o regime de Moscovo.

Jens Stoltenberg disse que “estamos a trabalhar com a Rússia no sentido de realizar outra reunião do conselho NATO-Rússia logo após a cimeira, na qual a transparência e redução de risco devem ser tema importante”.

O reforço da NATO a leste é o maior desde o fim da Guerra Fria. A Rússia classificou esta decisão como uma “corrida às armas”, tendo já prometido responder à letra, com envio de mais tropas para a região.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte