Última hora

Em leitura:

Reino Unido: "Amor de mãe" abre batalha entre rivais à sucessão de Cameron

mundo

Reino Unido: "Amor de mãe" abre batalha entre rivais à sucessão de Cameron

Publicidade

A campanha para a sucessão do primeiro-ministro britânico registou este sábado um primeiro choque frontal entre as duas mulheres que aspiram ao cargo.

Numa entrevista publicada no jornal The Times, a ministra da Energia, Andrea Leadsom, afirma ser a melhor candidata, uma vez que é também mãe, ao contrário da rival Theresa May, que não tem filhos.

Uma afirmação negada, no entanto por Leadsom, que afirma que as suas declarações foram deturpadas pelo jornal conservador.

“Perguntaram-me pelos meus filhos de forma repetida e deixei claro que este não era um tema de campanha. Estou indignada com a forma como esta entrevista foi apresentada. Quero deixar claro que toda a gente tem um papel igual na nossa sociedade e no futuro do nosso país”.

A polémica arrisca-se a reforçar o favoritismo da ministra do Interior Theresa May que, ao contrário da rival, fez campanha a favor da permanência do país na UE.

Face a um partido conservador dividido em torno do futuro líder, a oposição trabalhista continua abalada pela decisão de Jeremy Corbyn de não se demitir.

A deputada Angela Eagle anunciou este sábado que vai desafiar Corbyn com a apresentação de uma candidatura espontânea à liderança do partido, já na segunda-feira.

O líder dos trabalhistas, que conta com o apoio da base do partido, tinha já ignorado uma moção de censura contra ele por parte dos deputados do seu partido.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte