Última hora

Em leitura:

Ataque Nice: Análise ao computador de Bouhlel leva a crer em radicalização recente

mundo

Ataque Nice: Análise ao computador de Bouhlel leva a crer em radicalização recente

Publicidade

Não foram muitas as novidades trazidas pelo procurador de Paris, à conferência de imprensa, desta tarde. François Molins explicou que esta é uma situação, chamemos-lhe, ímpar.

Não havia, antes do ataque, quaisquer ligações visíveis, de Mohamed Lahouaiej Bouhlel, ao extremismo ou a extremistas. O que se sabe, das buscas à sua casa, é que a partir de um determinado momento o seu interesse aumentou. Um dado confirmado pelas fotografias e vídeos encontrados no seu computador e pelos testemunhos de vizinhos:

“Mesmo que nenhum elemento do inquérito demonstre, nesta altura, a lealdade de Mohamed Lahouaiej Bouhlel à organização terrorista, nem uma ligação a indivíduos que se dizem desta organização, a análise ao seu computador, que acabo de vos detalhar, demonstra, podemos dizê-lo, um certo interesse, e a um nível recente, pelo menos neste momento da investigação, pelo movimento jihadista radical”, explicou Molins.

Segundo o procurador seis pessoas continuam detidas preventivamente mas Molins não se alongou sobre a questão.

As operações em termos de Medicina Legal estão terminadas, o que não significa que todos os corpos estejam identificados, ainda que a maioria, 71, já esteja.

No hospital permanecem 74 pessoas, 28 em estado grave e 19 entre a vida e a morte, precisou o procurador francês.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte