Última hora

Em leitura:

EUA: Donald Trump "honrado" com a nomeação republicana

mundo

EUA: Donald Trump "honrado" com a nomeação republicana

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Donald Trump diz ser uma honra ter sido nomeado pelo Partido Republicano para concorrer à presidência dos Estados Unidos da América, nas eleições presidenciais de 8 de novembro.

Na Convenção Nacional do partido em Cleveland, no Ohio, aceitou a nomeação e apresentou Mike Pense, o governador do estado do Indiana, como candidato para a vice-presidência.

“É mesmo uma honra e vamos ganhar, no Ohio! Vem cá, Mike. Vamos ganhar no Ohio e vamos ganhar tudo. Vamos tornar a América grande outra vez”, assegura o magnata.

A nomeação de Donald ficou marcada pelo plágio no discurso da mulher, Melania. As semelhanças com um discurso de Michelle Obama de 2008 não passaram despercebidas aos media.

Entretanto, a escritora do discurso, Meredith McIver, assumiu a responsabilidade ao incluir frases da atual primeira-dama. Em comunicado afirmou, ainda, que pediu a demissão, que não foi aceite por Donald Trump.

O candidato republicano, na rede social Twitter, afirmou que se surpreende por os media darem tanta atenção ao discurso de Melania mas “qualquer imprensa é boa imprensa”.

Do Ohio para a Califórnia, a estrela do magnata no Passeio da Fama, em Hollywood, foi cercada por um pequeno muro de pouco mais de 15 cm e arame farpado, com as palavras “fiquem de fora” em inglês e espanhol.

Para o artista plástico, Jesus, a obra simboliza a vedação que Donald Trump prometeu construir na fronteira entre os Estados Unidos e o México, caso chegue à Casa Branca para impedir a imigração.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte