Última hora

Em leitura:

França: Muçulmanos vão à missa no domingo para homenagear padre assassinado por EI

mundo

França: Muçulmanos vão à missa no domingo para homenagear padre assassinado por EI

Publicidade

Milhares de pessoas homenagearam esta quinta-feira, no norte de França, Jacques Hamel, o padre assassinado num ataque reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI).

A cerimónia, em Saint-Etienne-du-Rouvray, onde se situa a igreja visada pelo ataque de há dois dias, foi organizada pela câmara comunista da cidade, a 500 metros da residência de um dos dois assassinos, Adel Kermiche, de 19 anos de idade.

Uma oportunidade para recordar a implicação do padre de 86 anos no diálogo interreligioso, desde o início da vaga de atentados em França.

“A emoção intensa provocada por este ato vergonhoso não vai esmorecer nem em Saint Etienne du Rouvray, nem em todo o mundo”, afirmou o presidente da Câmara, Hubert Wulfranc.

Presentes na cerimónia estiveram também as três freiras retidas pelos atacantes, na terça-feira, incluindo a irmã Danielle, que conseguiu escapar para alertar as autoridades.

O padre Hamel deverá ser enterrado na terça-feira depois de uma cerimónia fúnebre na catedral de Rouen.

A igreja visada pelo ataque deverá abrir dentro de algumas semanas, após um ritual religioso destinado a reparar o local de culto profanado pelo atentado.

Os responsáveis muçulmanos franceses decidiram juntar-se às cerimónias de homenagem, tendo convidado todos os fiéis a participarem nas missas deste domingo em memória do padre assassinado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte