Última hora

Em leitura:

Iémen: parlamento reúne-se pela primeira vez desde início da guerra civil

mundo

Iémen: parlamento reúne-se pela primeira vez desde início da guerra civil

Publicidade

No Iémen poderá estar dado o primeiro passo em direção a uma paz duradoura.

O parlamento reuniu-se este sábado pela primeira vez desde o início do conflito civil há praticamente dois anos.

O parlamento é dominado pelos Houthis e os aliados do partido GPC do antigo presidente Ali Abdullah Saleh.

O ato simbólico veio reforçar o movimento Houthi que controla a capital, Sanaa.

“Reunimo-nos aqui para dar um voto de confiança ao conselho político composto pelo partido GPC, os seus aliados e os Houthis e respetivos aliados. Estes são os blocos que fazem todo o trabalho de campo”, declarou o deputado Mohammed Al Radi.

O presidente no exílio, Abd-Rabbu Mansour Hadi, apoiado pela Arábia Saudita, denunciou a sessão como ilegal, afirmando que não reconhece legitimidade às forças políticas representadas no parlamento.

Na semana passada, conversações de paz realizadas sob os auspícios da ONU revelaram-se inconclusivas.

Houthis e o partido GPC estabeleceram então um conselho de governação apesar da oposição da ONU e do governo no exílio.

Num outro desenvolvimento, pelo menos dez pessoas morreram no sábado, incluindo um número indeterminado de crianças, na sequência de um ataque aéreo contra uma escola levado a cabo pela coligação liderada pela Arábia Saudita.

O ataque teve lugar no norte da província de Saada.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte