Última hora

Em leitura:

Crise Ucrânia- Rússia: "Diplomacia deve voltar a funcionar" garante Lavrov

mundo

Crise Ucrânia- Rússia: "Diplomacia deve voltar a funcionar" garante Lavrov

Publicidade

Depois do reacender das tensões entre a Rússia e a Ucrânia, nos últimos dias, o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros encontrou-se esta segunda-feira com o homólogo russo em Yekaterimburgo, na Rússia.
Moscovo acusa Kiev de ter tendado organizar atentados na Crimeia, o território anexado pela Rússia em 2014.

Mas há sinais de algum acalmar das tensões. Serguei Lavrov, o ministro russo garantiu que “uma política que regule a crise na Ucrânia vai fomentar uma melhoria da situação. E temos a certeza de que esta melhoria só é possível se continuarmos a cumprir os pactos a que se chegaram com a participação da Rússia e Alemanha, nos acordos de Minsk. Defendemos que todos os elementos do acordo devem cumprir-se”.

Recorde-se que estes acordos de paz de Minsk foram assinados depois da anexação da Crimeia pela Rússia em 2014, mas até agora há muitos pontos que continuam por aplicar e o conflito tem estado, mais que tudo, adormecido.

Nos últimos dias houve então um despertar das atenções. Moscovo e Kiev reforçaram a presença dos exércitos na região e anunciaram a realização de vários exercícios militares. Na passada sexta-feira, por exemplo, o exército russo mobilizou para a Crimeia o mais avançado sistema anti-aéreo, capaz de destruir mísseis e aviões modernos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte