Última hora

Em leitura:

Brasil:Atletas olímpicos norte-americanos inventam roubo no Rio

mundo

Brasil:Atletas olímpicos norte-americanos inventam roubo no Rio

Publicidade

O escândalo dos quatro nadadores olímpicos norte-americanos no Rio esclarecido pelas imagens das câmeras de segurança de um posto de gasolina, na manhã de domingo (14).

Segundo a polícia a alegação dos atletas Ryan Lochte e James Feigen, de terem sido assaltados para explicarem a confusão, foi desmentida por testemunhas e pelas gravações. Os investigadores disseram nesta quinta-feira (18) que os americanos inventaram o roubo.

O vídeo mostra os nadadores saindo das casas de banho que terão vandalizado obrigando à intervenção dos seguranças que os impediram de fugir do local situado na Barra da Tijuca, os atletas viriam embriagados de uma festa em Lagoa e dirigiam-se para a Vila Olímpica.

O diretor de comunicação do Comité Olímpico do Rio 2016, Mario Andrada, procurou desdramatizar o incidente:

“Precisamos entender que se comportaram como crianças que se divertiam. Às vezes fazemos coisas de que nos arrependemos mais tarde e eles estavam apenas a divertir-se e cometeram erros, faz parte e a vida continua”.

Na noite de quarta-feira (17), os nadadores americanos Gunnar Bentz e Jack Conger foram impedidos de embarcar para os EUA pela Polícia Federal (PF). Bentz e Conger foram retirados do avião e levados para prestarem declarações.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte