Última hora

Em leitura:

Rajoy diz ter compreendido "não" de Sánchez

mundo

Rajoy diz ter compreendido "não" de Sánchez

Publicidade

O Partido Socialista espanhol mantém a decisão de votar contra a investidura de Mariano Rajoy, no Congresso.

O presidente do Governo espanhol em funções pediu, esta quarta-feira, ao PSOE de Pedro Sánchez que pelo menos se abstivesse, mas sem sucesso. O líder dos socialistas reconhece que a Espanha precisa de um governo, mas não a qualquer preço.

“A novidade, desde 26 de junho senão desde 20 de dezembro, é que pela primeira vez na história da nossa democracia, o candidato da primeira força política foi incapaz de conseguir os apoios necessários para a investidura que garantam a governabilidade do país. E essa incapacidade, senhor Rajoy, é exclusivamente sua” refere Pedro Sánchez.

Até ao momento, o líder do Partido Popular espanhol conta com o apoio de 170 deputados e precisa de mais seis para obter uma maioria absoluta.

“Já entendi perfeitamente todas as parte do não. Aquele do não, não, não. E a parte do não, que não tinha entendido já compreendi. Por isso, fique tranquilo” refere Rajoy.

Na segunda votação prevista para esta sexta-feira, a maioria simples chega a Rajoy desde que 11 deputados da oposição se abstenham.

Caso o conservador falhe a investidura, os partidos têm dois meses para chegar a um acordo e fazer chegar essa solução ao rei. Na ausência de um acordo até ao final de outubro, os espanhóis têm de voltar às urnas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte