Última hora

Em leitura:

Turquia: Erdogan garante que não vai permitir "corredor do terror" na Síria

mundo

Turquia: Erdogan garante que não vai permitir "corredor do terror" na Síria

Publicidade

O Presidente da Turquia garante que não pode “permitir que se instale um corredor de terror junto à fronteira”. Numa conferência de imprensa, Tayyip Erdogan explicou que a operação de militares turcos na Síria está a correr bem e que já conseguiram eliminar terroristas do autoproclamado Estado Islâmico e militantes curdos de um território de 400 metros quadrados.

“Neste momento, há quem diga que os militantes do YPG (Unidades de Proteção do Povo Curdo), atravessaram para a zona este do rio Eufrates. Mas tenho de dizer: não, não o fizeram. Não vamos acreditar que o YPG ou o PYD atravessaram para a margem este do Eufrates apenas porque alguém dos Estados Unidos o disse”.

Em declarações feitas pouco antes de seguir para a China onde vai participar na cimeira do G20, o líder turco responde assim às críticas dos Estados Unidos que condenaram Ancara por ter atacado um grupo curdo sírio apoiado pelos norte-americanos. Erdogan afirmou ainda tanto o Daesh como os curdos do YPG são uma ameaça para o país.

Recorde-se que para Ancara, as milícias curdas da síria são uma vertente do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), ilegal na Turquia e que desde 1984 lutado contra o Estado turco.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte