Última hora

Em leitura:

Bundestag: Merkel defende política de portas abertas

mundo

Bundestag: Merkel defende política de portas abertas

Publicidade

A chanceler alemã foi ao Parlamento defender a política de acolhimento de refugiados, três dias depois da CDU ter ficado atrás da extrema-direita nas eleições regionais da Alemanha.

Angela Merkel já sabe que o trabalho até às eleições federais de 2017 não vai ser fácil, mas diz que o rumo é para manter.

“A situação é hoje em dia muito melhor do que era há um ano, mas temos ainda muito trabalho pela frente. O repatriamento continua a ser um dos principais problemas. Ao mesmo tempo, os nossos cidadãos esperam, e com razão, que possamos ajudar quem precisa e que digamos aos que não tem autorização para ficar que devem deixar a Alemanha” refere Angela Merkel.

O partido nacionalista e anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD) ficou, pela primeira, vez à frente da CDU nas eleições, deste domingo, no estado federado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental.

A chanceler alemã reconhece que a política de portas abertas contribuiu para a derrota do seu partido. Angela Merkel defende, agora, que é preciso impulsionar a integração para que tanto os que chegam como os que acolhem possam avançar.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte