Bundestag: Merkel defende política de portas abertas

Bundestag: Merkel defende política de portas abertas
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A chanceler alemã foi ao Parlamento defender a política de acolhimento de refugiados, três dias depois da CDU ter ficado atrás da extrema-direita nas eleições regionais da…

PUBLICIDADE

A chanceler alemã foi ao Parlamento defender a política de acolhimento de refugiados, três dias depois da CDU ter ficado atrás da extrema-direita nas eleições regionais da Alemanha.

Angela Merkel já sabe que o trabalho até às eleições federais de 2017 não vai ser fácil, mas diz que o rumo é para manter.

“A situação é hoje em dia muito melhor do que era há um ano, mas temos ainda muito trabalho pela frente. O repatriamento continua a ser um dos principais problemas. Ao mesmo tempo, os nossos cidadãos esperam, e com razão, que possamos ajudar quem precisa e que digamos aos que não tem autorização para ficar que devem deixar a Alemanha” refere Angela Merkel.

O partido nacionalista e anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD) ficou, pela primeira, vez à frente da CDU nas eleições, deste domingo, no estado federado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental.

A chanceler alemã reconhece que a política de portas abertas contribuiu para a derrota do seu partido. Angela Merkel defende, agora, que é preciso impulsionar a integração para que tanto os que chegam como os que acolhem possam avançar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partido xenófobo bate CDU de Merkel em estado com menos imigrantes do país

Morreu o antigo ministro das Finanças alemão Wolfgang Schäuble

Willkommenskultur: a Alemanha virou as costas a uma atitude de acolhimento dos migrantes?