Última hora

Em leitura:

#Vuelta2016, 18.a etapa: Nielsen vence ao "sprint" e Froome guarda-se para o "crono"

Desporto

#Vuelta2016, 18.a etapa: Nielsen vence ao "sprint" e Froome guarda-se para o "crono"

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

A 18.ª etapa da Volta a Espanha em bicicleta, corrida esta quinta-feira entre Requena e Gandía, repetiu um ‘filme’ já visto na competição, com uma fuga que durou quase toda a tirada e uma vitória decidida por milímetros.

Magnus Cort Nielsen, da Orica-BikeExchange, um ciclista dinamarquês de apenas 23 anos, conseguiu em Gandía a sua primeira grande vitória, impondo-se no ‘sprint’ ao alemão Niklas Arndt (Giant-Alpecin) e ao luxemburguês Jean-Pierre Drucker (BMC), à frente de um pelotão de 63 unidades, onde se integrava o líder da prova, o colombiano Nairo Quintana (Movistar), e os três principais perseguidores.

A etapa era longa, com 200,6 quilómetros e ligeiramente sinuosa, mas sem contagens de montanha difíceis. Como tem sido costume neste tipo de jornadas, logo aos cinco quilómetros formou-se uma fuga.

Pierre Roland (Cannondale), Fumiyuki Beppo (Trek), Quentinn Jauregui (AG2R), Mattia Cattaneo (Lampre-Merida) e Louis Vervaeke (Lotto Soudal) andaram juntos quase até Gandía, com o beneplácito das principais equipas, que não tinham ciclistas envolvidos.

Cattaneo foi o primeiro a ‘quebrar’ e os outros quatro só foram alcançados a cinco quilómetros da meta, quando as formações dos ‘sprinters’ já estavam em pleno trabalho para preparar a chegada.

Os ‘quatro’ magníficos desta Vuelta entraram neste pelotão: Quintana, o britânico Chris Froome (Sky), o colombiano Esteban Chaves (Orica) e o espanhol Alberto Contador (Tinkoff), que terão ainda o ‘crono’ de sexta-feira e a montanha de sábado para ‘brigar’ pelos lugares do pódio.

Quintana mantém a camisola vermelha, com 3.37 minutos sobre Froome, 3.57 sobre Chaves e 4.02 sobre Contador. Simon Yates, inglês da Orica, fecha o ‘top-5’, a 6.03.

Os três portugueses que ainda resistem na Vuelta não tiveram forças para acompanhar o ‘comboio’ final e perderam algum tempo: Tiago Machado (Katusha) 15 segundos, Sérgio Paulinho (Tinkoff) 1.49 minutos e José Mendes (Bora-Argon 18) 3.52.

José Mendes é 53.º, a 1:36.55 horas, enquanto Machado, 94.º, está a quase três horas, e Sérgio Paulinho, 117.º, e mais de três.

Na sexta-feira Quintana estará sob pressão sobretudo de Froome, nos 37 quilómetros do ‘crono’ entre Xabia e Calp. Será a penúltima ocasião de ganhar tempo na luta pela ‘roja’ – a última será sábado, com a ‘demolidora’ escalada do Alto de Aitana.

Texto: Lusa

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte