Última hora

EUA: Nuclear norte-coreano pode torpedear campanha eleitoral

Stefan Grobe, o correspondente da euronews em Washington, analisa os receios norte-americanos em relação à Coreia do Norte e a influência da questão na corrida presidencial

Em leitura:

EUA: Nuclear norte-coreano pode torpedear campanha eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

O correspondente da euronews em Washington, Stefan Grobe, explica o porquê dos receios norte-americanos em relação à Coreia do Norte:

allviews Created with Sketch. Point of view

"Se houver uma crise norte-coreana, Donald Trump vai culpar Obama e a sua ex-secretária de Estado, Hillary Clinton."

“Há uma preocupação crescente em Washington, que receia que seja apenas uma questão de tempo até a Coreia do Norte ser capaz de aliar desenvolvimento de mísseis e tecnologia nuclear. A questão agora é saber se a administração Obama vai conseguir orquestrar novas formas de punir ainda mais a Coreia do Norte, que já está sob sanções radicais.

A China é um elemento-chave. Obama espera que, em conjunto com Pequim, seja possível alcançar resultados na questão coreana, tanto mais que a China também não vê a Coreia do Norte com bons olhos. Obama tem pouco espaço de manobra e provavelmente terá ainda menos tempo, tendo em conta que o país está de olhos postos na campanha presidencial.

Se houver uma crise norte-coreana nas próximas semanas, Donald Trump não hesitará e vai culpar Obama e a sua ex-secretária de Estado, Hillary Clinton.

O que está em jogo é muito importante e poderá mesmo agitar a situação interna aqui, nos Estados Unidos.”