Última hora

EUA: Governo suspende construção de oleoduto contestado por tribo índia

O Governo dos Estados Unidos da América pediu a suspensão da construção de um controverso oleoduto no estado do Dakota do Norte.

Em leitura:

EUA: Governo suspende construção de oleoduto contestado por tribo índia

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo dos Estados Unidos da América pediu a suspensão da construção de um controverso oleoduto no estado do Dakota do Norte.

allviews Created with Sketch. Point of view

"Este protesto é lamentável, pois os oleodutos são a forma mais segura, mais eficiente e mais confiável de levar o petróleo ao mercado."

Ron Ness Presidente da North Dakota Petroleum Council

Depois dos protestos da tribo de índios sioux Standing Rock, Washington proibiu que o oleoduto passasse em terrenos federais.

Horas antes, um juiz federal negou uma providência cautelar dos índios, a solicitar a paragem das obras.

Para o presidente da empresa North Dakota Petroleum Council, Ron Ness, “este protesto é lamentável, pois os oleodutos são a forma mais segura, mais eficiente e mais confiável de levar o petróleo ao mercado. Sabemos que este petróleo vai ser produzido. Preferem vê-lo onde? Em camiões? Em comboios? Ou em oleodutos?”, questiona.

A tribo sioux afirma que o oleoduto ameaça vários locais sagrados, onde estão sepultados os seus antepassados e que vai poluir os solos e as águas.

Eles não podem garantir que ele não vai vazar ou romper-se. Uma vez que isso aconteça, vai contaminar não só as águas, os solos, as plantas. Tudo o que estiver no seu trajeto vai morrer”, afirma Wokase, da tribo Standing Rock.

Depois de construído, o oleoduto Dakota Access Pipeline vai transportar o petróleo extraído no Dacota do Norte, na fronteira com o Canadá, até ao estado do Ilinóis, no sul.

A oposição à obra atraiu o apoio de mais de duas centenas de tribos norte-americanas, de várias celebridades, como a atriz Susan Sarandon, e de vários ativistas de todo o globo.