Última hora

Última hora

Judocas do Uzbequistão voltam a dar cartas no último dia do Grande Prémio de Tashkent

Jalil Shukurov não terá certamente bons motivos para recordar o terceiro e último dia do Grande Prémio de Tashkent.

Em leitura:

Judocas do Uzbequistão voltam a dar cartas no último dia do Grande Prémio de Tashkent

Tamanho do texto Aa Aa

Jalil Shukurov não terá certamente bons motivos para recordar o terceiro e último dia do Grande Prémio de Tashkent. Tudo parecia correr às mil maravilhas para o judoca do Cazaquistão, que venceu o seu combate das meias-finais com um ippon em apenas nove segundos… imediatamente a seguir, uma lesão tão inoportuna quanto bizarra.

Shulkurov ainda participou na final dos -100 kg mas foi derrotado pelo homem da casa, Soyib Kurbonov.

A outra vitória do dia para o Uzbequistão foi alcançada por Yakhyo Imamov, nos -90 kg. O veterano de 31 anos já por duas vezes tinha subido ao pódio em Tashkent mas só agora conquistou a medalha de ouro. Derrotou o compatriota Davronbek Sattorov graças a um yuko já no tempo extra.

Nos +100 kg, o triunfo sorriu a Yerzhan Shynkeyev. O judoca do Cazaquistão, que nunca tinha subido ao lugar mais alto do pódio num Grande Prémio, derrotou na final o russo Andrey Volkov, que até vinha de uma vitória em Tyumen. Um yuko fez a diferença entre os dois judocas.

Nas senhoras, Abigel Joo confirmou o favoritismo nos -78 kg. A húngara, nona classificada do ranking mundial e que tem dois títulos europeus no palmarés, até entrou a perder frente a Albina Amangeldiyeva, permitindo que a judoca do Cazaquistão marcasse um yuko, mas deu a volta ao marcador com um waza-ari.

Nos +78 kg, Gulzhan Issanova repetiu o triunfo de 2013 em Tashkent. A cazaque de 33 anos derrotou na final a bielorrussa Maryna Slutskaya.