Última hora

Em leitura:

Comemorações muçulmanas da Ashura sob fortes medidas de segurança


Iraque

Comemorações muçulmanas da Ashura sob fortes medidas de segurança

Centenas de milhares de peregrinos shíitas reuniram esta quarta feira na cidade santa de Kerbala, no Iraque, para comemorar a Ashura, o martírio do imã Hussein no século VII. A morte do neto do profeta deu-se às mãos do califa Yazid, na batalha de Kerbala.

Este ano eram esperados mais de um milhão e 200 mil peregrinos na mais importante data do calendário xíita.
As celebrações na cidade fizeram-se sob forte dispositivo de segurança, com 30 mil agentes a serem destacados.

Os shíitas são, frequentemente, alvo do grupo jihadista sunita Estado Islâmico no Iraque.

Uma data de fervor religioso shíita partilhado, sobretudo em Teerão, no Irão.

Ao som da narração da morte do imã assassinado, um dos episódios fundadores da cisão entre shíitas e sunitas, os fiéis chicoteiam-se até as costas ficarem em sangue.

Também em Beirute, no Líbano, dezenas de milhares de partidários do Hezbollah shíita se reuniram, respondendo ao apelo do chefe de partido para que as comemorações deste ano fossem de solidariedade para com os Hutis shíitas que lutam contra a intervenção saudita no Iemen.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Argentina: manifestação de milhares por justiça para vítimas de crimes