Última hora

Última hora

Divergências entre os 28 impedem sanções à Rússia por causa da Síria

A diplomacia europeia não se entende quanto aos meios de pressão sobre a Rússia, para forçar um entendimento relativamente à Síria.

Em leitura:

Divergências entre os 28 impedem sanções à Rússia por causa da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

A diplomacia europeia não se entende quanto aos meios de pressão sobre a Rússia, para forçar um entendimento relativamente à Síria. Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos estados-membros da UE estão reunidos no Luxemburgo e a questão deverá ser levantada pela França, embora a responsável pela diplomacia dos 28, a italiana Federica Mogherini, considere que existem outros meios de pressão.

“Temos muitos outros instrumentos que podemos usar, temos instrumentos de pressão e temos instrumentos de compensação, creio que uma boa mistura entre dois é sempre útil e inteligente.”

O enviado de Paris, Jean-Marc Ayrault, diz que “não se pode fechar os olhos perante esta situação. Fazem tudo para nos tentar calar e fechar os olhos mas não é o que vai acontecer nesta reunião” – sentenciou o chefe da diplomacia francesa.

Para o representante britânico, “a solução (…) para a salvação de Alepo está nas mãos do regime de Assad e acima de tudo nas dos russos”. À entrada da reunião Boris Johnson apelou “à grandeza do povo russo para escolher um caminho diferente”.

Mas se as vozes discordantes impedem uma posição de força em direção a Moscovo, já em relação ao regime de Damasco o acordo parece ser possível. A lista de cidadãos sírios que estão impedidos de viajar para a Europa e de aceder ao dinheiro que têm no Velho Continente deverá aumentar.