This content is not available in your region

Forças de contraterrorismo iraquianas reconquistam Bartalla

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com Lusa
Forças de contraterrorismo iraquianas reconquistam Bartalla

<p>Unidades do serviço de contraterrorismo iraquiano assumiram o controlo de Bartalla, uma pequena cidade localizada a cerca de 15 quilómetros da região de Mossul. A localidade estava em poder do grupo Estado Islâmico desde 2014. </p> <p>Bartalla é uma cidade, predominantemente, cristã que tinha 10.000 habitantes antes dos extremistas chegarem e forçarem à fuga da população: </p> <p>“A cidade de Bartella é considerada uma linha-chave de defesa contra o avanço das nossas tropas em direção a Mossul, agora, podemos anunciar ao povo de Mossul que estamos a caminho”, afirmou o Tenente General iraquiano Talib Shaghati, responsável pelas forças especiais. </p> <p>O objetivo final é recuperar o controlo de Mossul, para isso já retomaram muitas localidades, a maioria a leste e sul do principal bastião dos jihadistas. </p> <p>Milhares de civis continuam a fugir desta guerra. Ao campo de Debka começaram a chegar os deslocados na sequência desta campanha para libertar Mossul. Um jovem relembra os dias em que viveu sob o poder do grupo Estado Islâmico: </p> <p>“Não podíamos ir onde queríamos. Apenas a lugares específicos, e regressar. As mulheres não tinham permissão para sair de casa se não estivessem cobertas.” </p> <p>Cerca de um milhão de pessoas estão bloqueadas em Mossul e nos arredores. Teme-se que os extremistas as usem como escudos humanos, à semelhança do que aconteceu durante o assalto a outros bastiões jihadistas.</p>