Última hora

Em leitura:

Vaticano proíbe que as cinzas de católicos sejam espalhadas ou guardadas em casa


Vaticano

Vaticano proíbe que as cinzas de católicos sejam espalhadas ou guardadas em casa

O Vaticano deu a conhecer, esta terça-feira, as orientações para os católicos que querem ser cremados.

No documento, aprovado pelo papa Francisco, é lembrado que a igreja aceita a cremação, mas as cinzas não podem ser espalhadas, divididas ou guardadas em casa.

As cinzas devem, então, ser mantidas em local sagrado, “ou seja, no cemitério, ou numa igreja, ou numa área especialmente dedicada para este fim pela autoridade eclesiástica competente”.

Para a Igreja, “a conservação das cinzas num lugar sagrado ajuda a reduzir o risco de afastar os defuntos da oração e da lembrança dos familiares e da comunidade cristã”.

O documento da Congregação do Vaticano para a Doutrina da Fé reitera que o enterro continua a ser o seu preferido.

Durante a maior parte da sua história de mais de 2.000 anos, a Igreja Católica só permitia o enterro, por considerar que expressava a esperança cristã na ressurreição.

Em 1963, o Vaticano passou a permitir a cremação desde que não sugira uma negação da fé sobre a ressurreição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Alepo: Rússia prolonga "pausa humanitária" nos bombardeamentos, mas não diz por quanto tempo