This content is not available in your region

Facebook a braços com a justiça italiana e alemã

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Facebook a braços com a justiça italiana e alemã

<p>Um tribunal civil de Nápoles decidiu que um vídeo, da italiana <a href="http://pt.euronews.com/2016/09/14/jovem-italiana-suicida-se-familia-acredita-que-a-internet-a-matou">Tiziana Cantone</a>, deveria ter sido removido do Facebook, juntamente com todas as ligações e informações sobre a vítima, com ou sem uma ordem judicial. A jovem, de 31 anos, suicidou-se a 13 de setembro, após uma batalha legal para remover um vídeo comprometedor da Internet. </p> <p>Imagens, de cariz sexual, que serviam para fazer ciúmes ao namorado mas que acabaram publicadas por alguém que lhe era próximo, tornando-se viral. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="it" dir="ltr">Chi girò e chi mise in rete i video di <a href="https://twitter.com/hashtag/TizianaCantone?src=hash">#TizianaCantone</a> ? Ne esistono altri due: nelle mani di chi sono? <a href="https://twitter.com/hashtag/chilhavisto?src=hash">#chilhavisto</a> <a href="https://t.co/8n1TAGiI5y">pic.twitter.com/8n1TAGiI5y</a></p>— Chi l'ha visto? (@chilhavistorai3) <a href="https://twitter.com/chilhavistorai3/status/791382203980713985">26 de outubro de 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Com esta decisão a mãe da jovem pode continuar a sua batalha legal. Isto apesar de o tribunal ter também dito que o fornecedor do serviço não tem a obrigação de verificar todos os conteúdos carregados pelos utilizadores. </p> <p>Na Alemanha o gigante da internet está também a braços com a justiça. O Facebook e os seus responsáveis, incluindo o seu fundador, Mark Zuckerberg, são acusados de cumplicidade na incitação ao ódio e à negação do Holocausto, por não impedirem a difusão de mensagens destas índoles na rede social. A informação está a ser avançada pelo jornal alemão “Der Spiegel” que acrescenta que, apesar dos vários pedidos, nada foi feito para retirar estes conteúdos do Facebook.</p> <p><em>Com <span class="caps">ANSA</span></em></p>