Última hora

Em leitura:

O legado musical e poético de Leonard Cohen


Cult

O legado musical e poético de Leonard Cohen

Leonard Cohen faleceu esta quinta-feira, mas, os fãs, em todo o mundo, vão continuar a sentir-se embalados pelas suas canções melancólicas e espirituais. O músico canadiano escreveu e cantou temas inesquecíveis como “Hallelujah”, “Suzanne” e “Dance Me to the End of Love”.

Leonard Cohen nasceu em 1934, em Montreal. Depois da licenciatura em literatura, mudou-se para Nova Iorque e, mais tarde, viajou pela Europa. Ao longo da vida desenvolveu, em paralelo, duas paixões: a música e a literatura. Antes de lançar o primeiro álbum, “Songs of Leonard Cohen”, em 1967, Cohen já tinha lançado livros de poesia e um romance.

O tema “Hallelujah”, de 1984, é um dos grandes sucessos do cantor e já foi interpretado por mais de 120 artistas. O compositor norte-americano Philip Glass, que compôs música a partir dos poemas de Cohen, elogiou a facilidade com que a poesia do artista canadiano se transforma em música.

Os homens, Deus, o amor e o sentido da vida são temas que percorrem a obra de Leonard Cohen. Antes de partir, o músico e poeta canadiano de 82 anos deixou-nos um último álbum, “You Want It Darker”, o décimo quarto, em quase meio século de carreira.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Cult

Os destaques da agenda cultural na Europa